Portal da Cidade Registro

Agronegócio

As mãos que tecem a I Feira do Produtor Rural da Ilha

A I Feira terá cerca de 30 produtores rurais que participam das duas turmas de capacitação

Publicado em 15/07/2022 às 10:49
Atualizado em

Com técnicas de Marcenaria e princípio de Artesanato, os aprendizes do Curso Feira de Produtor Rural participam, neste mês de julho, do Módulo Estandes, estruturas móveis confeccionadas com bambus com amarração em junco, que serão utilizadas para a instalação da I Feira do Produtor Rural de Ilha Comprida, no final deste ano. Iniciada em abril, a Capacitação promovida pelo Município, em parceria com o Sindicato Rural de Iguape, Senar e FAESP, conta com 272 horas de aulas práticas e teóricas no Centro de Formação da Ilha.

A capacitação envolve todos os processos de produção, legislação, normas sanitárias e comercialização dos produtos rurais. Ministradas pelo zootecnista e instrutor do SENAR, Gustavo Tonhasca, as aulas atuais ensinam técnicas de amarração, corte, tratamento e transformação dos bambus em estandes móveis, tudo feito em grupo para destacar o trabalho em equipe que deverá prevalecer no programa.

A I Feira terá cerca de 30 produtores rurais que participam das duas turmas de capacitação. Otimista com mais um programa de geração de renda na Ilha, o prefeito Geraldino Junior agradeceu aos parceiros pela capacitação que, no seu entender, representa mais uma importante ação de empreendedorismo na Ilha: “A capacitação dos produtores rurais, com a experiência do Senar, é essencial para que tudo ocorra da melhor forma possível - desde a produção até a comercialização dos produtos sustentáveis”.

“A Feira oferece uma opção a mais no escoamento da produção para os pequenos proprietários. É um treinamento, tanto técnico, no quesito da produção, na escala da produção, no atendimento ao cliente, e nas boas práticas de manuseio alimentar”, explica Carla Campanha, do Sindicato Rural de Iguape.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade , Juliana Peitl, aponta fatores importantes como a geração de renda, a valorização dos produtores rurais e a implantação de um novo espaço empreendedor na Ilha:“ A feira nos oferecerá uma alimentação saudável, valorizará o artesanato natural com produtos sustentáveis e será um novo atrativo para a cidade”.

Para os participantes da Capacitação, cresce a expectativa com o avanço dos módulos. “Vou trabalhar com mudas de hortifrutis que produzo na horta, tudo orgânico. Estamos muito felizes com a oportunidade de aprender todas as fases do processo e com grande expectativa para iniciar a Feira”, destaca Carmem Luz. A pedagoga Maria Xavier também afirma que é grande a expectativa pela instalação da Feira: ”Vamos trabalhar com produtos orgânicos.

Gosto desse convívio com a natureza que se encaixa à vocação da Ilha”. O aposentado Gilmar Gomes de Souza afirma que migrou do trabalho com obras para a produção de hortas orgânicas. “Terei uma renda extra com a feira e isso é muito importante”. Para Raimundo José Alves, participar da Feira é a realização de mais um sonho em sua vida. “O que tiver pra trabalhar eu trabalho”. José dos Santos Padilha Diniz disse que sempre doava sua produção de orgânicos e agora vai transformar seu hobby em trabalho.

Fonte:

Receba as notícias de Registro no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário