Portal da Cidade Registro

LGBTQIA+

Fábrica de Cultura 4.0 de Iguape realiza 1º Festival LGBTQUÉ ISSO?!

Evento contará com a participação da Drag Queen Natalie Tisdale, das cantoras Yasmin Farias e Danna Lisboa, além de exposição da artista Di Monique Novaes

Publicado em 14/09/2022 às 14:53
Atualizado em

Nos dias 23 e 24 de setembro, artistas LGBTQIAPN+ irão agitar a Fábrica de Cultura 4.0 de Iguape na 1ª edição do Festival “LGBTQUÉ ISSO?!”, evento voltado para as questões da comunidade LGBTQIAPN+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans, Queer, Intersexo, Assexuais, Pansexuais, Não-binárias e mais) da região do Vale do Ribeira. Por meio de formações, shows e exposição artística, a Fábrica pretende levar informações para a população local e auxiliar no combate ao preconceito. Confira a programação:

As atividades do Festival começam com a inauguração da exposição Peles, da artista Di Monique Novaes, no dia 23, sexta-feira, a partir das 18h. Nas 12 pinturas que ocuparão o saguão de entrada da Fábrica, a artista retrata mulheres, homens, pessoas trans, pretas, com e sem deficiência, que aceitaram posar e revelar um olhar diferente para tantas estéticas. Construindo esta série desde 2016, Di Monique convida o público a queimar, despelar e despir a própria pele ao observar as obras que nasceram a partir da fotografia e da mescla entre o nu e o surrealismo. A visitação é gratuita e fica aberta até 8 de outubro.

Mais tarde, às 19h, acontece a roda de conversa Desbravando a Rebelião de Stonewall com Jasmyne Kardashian, mulher trans, negra, moradora da periferia de Iguape e participante de competições de Drag Queen; Joris César, homem cis homossexual, morador de Iguape, produtor de eventos e carnavalesco; Sabrina Burkowki, advogada lésbica e atuante na assessoria jurídica da Prefeitura de Iguape; Nei Gomes, integrante fundador da Cia. Estável de Teatro e gerente da Fábrica de Cultura 4.0 de Iguape; e Bruno Neuri, homossexual, nascido e criado na cidade de Iguape, designer digital e influencer. A mediação é de Juliana Ladun, nova moradora de Iguape, lésbica e pesquisadora das questões de gênero.

A conversa abordará a importância da Revolta de Stonewall, considerada um marco para a luta dos direitos sociais e civis da população LGBTQIA+, e como as manifestações realizadas nos Estados Unidos em 1969 contribuíram para os avanços obtidos até hoje para esta comunidade em diversos países. A programação de sexta-feira será finalizada com o show Todos Elas de Yasmin Farias às 20h30. Nesta apresentação, a cantora nascida em Iguape traz em sua voz potente produções de mulheres que fizeram - e fazem - história na música.

No dia 24, sábado, a agenda começa com uma série de oficinas gratuitas. Às 10h, a cantora, dançarina e atriz travesti Danna Lisboa ministrará a Oficina de Vogue, uma dança moderna e performática que surgiu dentro da comunidade LGBTQIA+, negra, latina e periférica em meados da década de 1980 nas festas chamadas “ballrooms”. Danna Lisboa irá apresentar movimentos básicos da performance caracterizada por posições típicas de modelos, com movimentos corporais definidos por linhas e poses.

A Arte de ser Drag também terá destaque no Festival com duas oficinas que pretendem mostrar um pouco do processo de construção das performances drag. Na Oficina Make-up, às 14h, Juninho Medeiros, homossexual, nativo da cidade de Iguape e que há 20 anos performa como a Drag Queen Layla Lills, mostrará todo o seu conhecimento no ramo da estética e beleza para ensinar os participantes a criarem maquiagens coloridas, com muito brilho, batom e cílios.

Logo depois, às 15h30, é a vez da Oficina Customização de Roupas com Bruno Neuri, integrante da equipe de Articulação e Difusão da Fábrica de Cultura 4.0 de Iguape. Ele mostrará como é possível transformar qualquer peça em uma roupa digna para performances drags. Para participar das oficinas é necessário se inscrever previamente na recepção da Fábrica (presencial ou por telefone). Se houver disponibilidade, será possível se inscrever no dia. Contudo, as formações são indicadas para maiores de 16 anos. No total, são oferecidas 15 vagas por oficina.

E a programação do Festival chega ao fim com o 1º Ballroom da Fábrica de Cultura 4.0 de Iguape. A festa começa às 18h com apresentação da produtora cultural e multiartista DJ Ariane Pinakari, que levará o público para uma viagem sonora através da mistura de músicas e ritmos diversos, permeados pelas batidas eletrônicas e remixes inusitados.

O Ballroom continua com um show da Drag Queen Natalie Tisdale às 19h30. Na performance, Tisdale trará toda sua sensualidade, bate cabelo e muita dança para mostrar a arte de ser Drag Queen. E a última apresentação da noite é da cantora Danna Lisboa, que fará um show com sucessos do seu EP IDEAIS (2018), a partir das 21h.

Atualmente, a Fábrica de Cultura 4.0 de Iguape recomenda o uso de máscaras nos espaços internos. O programa Fábricas de Cultura é da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis.

Serviço:

(Gratuito)

FÁBRICA DE CULTURA 4.0 DE IGUAPE

Praça Engenheiro Greenhalgh, 01, Centro Histórico – Iguape | Tel: (13) 3848-9300

Horário de funcionamento: de terça a sexta das 9h às 21h, e aos sábados das 9h às 17h.


Programação:

FESTIVAL LGBTQUÉ ISSO?!

De 23 de setembro a 8 de outubro

Exposição Peles

Artista: Di Monique Novaes

Visitação: de terça a sábado a partir das 9h.

Inauguração: dia 23 às 18h.

Dia 23 de setembro (Sexta-feira)

19h | Roda de Conversa: Desbravando a Rebelião de Stonewall

20h30 | Show Yasmin Farias

Dia 24 de setembro (Sábado)

10h | Oficina de Vogue com Danna Lisboa

14h | A arte de ser Drag: Oficina Make-Up com Layla Lills (Juninho Medeiros)

15h30 | A arte de ser Drag: Customização de Roupas com Bruno Neuri

18h | Ballroom: DJ Ariane Pinakari

19h30 | Ballroom: Performance Drag Queen com Natalie Tisdale

21h | Ballroom: Show com Danna Lisboa


Fonte:

Receba as notícias de Registro no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário