Portal da Cidade Registro

Educação

As mulheres na Educação!

Essa é uma singela homenagem às mulheres que fizeram de suas vidas uma luta pela liberdade e por uma Educação igualitária e equitativa

Postado em 08/03/2021 às 09:43 |

No dia 8 de março, comemora-se o Dia Internacional das Mulheres e, no âmbito da Educação, não poderíamos deixar passar em branco, pois devemos comemorar as conquistas das mulheres todos os dias, porque foram décadas em que não tinham direitos e hoje, dia 08 de março, é dia de brindar a todas as mulheres e, em especial, as que fizeram da Educação uma bandeira e mudaram nossas vidas.

Destaco, neste artigo, algumas mulheres que com sua vivacidade, perspicácia, altivez e coragem para lutar por direitos a grande filósofa francesa Simone de Beauvoir (1908-1986), e, no meio acadêmico, destaca-se a frase “que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância.” Com o mesmo espírito de liberdade e em defesa da Educação, Hannah Arendt (1906-1975), filósofa alemã e judia, fugiu do regime nazista e, até seus últimos dias, lutou em prol da liberdade e de uma Educação igualitária.

Já em nossos tempos tivemos a contribuição da prestigiosa e estudiosa pesquisadora argentina Emília Ferreiro (1937-), discípula de Piaget, pedagoga que revolucionou o campo da alfabetização e influenciou a Educação brasileira. E, não podendo deixar de avultar a jovem ativista e ganhadora do Prêmio Nobel da Paz Malala Yousafzai (1997-), a qual ganhou notoriedade internacional por defender em seu país o direito das mulheres em frequentar a escola e, infelizmente, foi baleada na cabeça pelos talibãs.

Cabe destacar, aqui entre todas essas mulheres, o papel da renomada pesquisadora brasileira Maria Teresa Eglér Mantoan, defensora da Educação Inclusiva e da Educação como um direto de todos.

Mulheres que lutaram e lutam para fazer da Educação um direito de todos, sendo mais inclusivas e menos tolerantes com os seus próximos. Essas e todas as inúmeras mulheres que lutaram por direitos e que, infelizmente, não tiveram seus nomes divulgados pela história, hoje e sempre nós brindamos a vocês, curvando-se em reverência e aplaudindo-as de pé. Nossos agradecimentos e nosso muito obrigado!

Essa é uma singela homenagem às mulheres que fizeram de suas vidas uma luta pela liberdade e por uma Educação igualitária e equitativa.

Claudio Neves Lopes, mestre em Educação, doutorando em Educação pela Universidade Nacional de Rosário (Argentina), especialista em Educação Especial e Transtorno do Espectro Autista pela Universidade Cruzeiro do Sul, professor da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, professor de cursos de pós-graduação na área da Educação, autor de livro, escritor de artigos científicos para revistas especializadas e diretor-executivo da Revista Científica Educação.


Fonte:

Receba as notícias de Registro no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário