Portal da Cidade Registro

Abra a Caixa

Educação Nutricional e Desenvolvimento Emocional

A disciplina na hora da refeição deverá ser exigida apenas no que é próprio para a criança

Postado em 25/03/2020 às 20:26 |

À medida que seu filho cresce, pode ser tentador usar a comida como prêmio para um bom comportamento, como suborno ou como castigo. Mas vincular a comida a comportamentos em vez de relacioná-la ao apetite vai distorcer sua atitude em relação à comida.  

A disciplina na hora da refeição deverá ser exigida apenas no que é próprio para a criança. Se for rígida demais, a alimentação poderá ser evitada pelo pequeno por se relacionar com conflitos e frustrações.

Proibir alimentos (especialmente quando seu filho vê os outros comendo) ou usá-los como recompensa por bom comportamento apenas fará com que eles sejam mais desejáveis. Mas se você não comer essas coisas todos os dias, seu filho não esperará comê-las também.

As dicas abaixo descrevem como promover educação nutricional sem gerar conflitos emocionais relacionados à alimentação:

- Não obrigue a criança a comer;

- Não insista para que a criança coma tudo. Ela precisa desenvolver a sua autorregulação de saciedade; 

- Não substitua uma refeição por outra não saudável; 

- Procure criar uma rotina de horários, sem muita rigidez; 

- Não faça ameaças ou ofereça gratificações para convencer a criança. 

- Não oferte alimentos para aliviar tristeza ou raiva; 

Pode ser tentador dar doces às crianças para alegrá-las quando estão chorando ou tristes, mas na verdade esses doces representam um suborno para que elas parem de chorar. Geralmente elas precisam apenas de atenção, um abraço, um colo e um beijo. Usar a comida de forma repetida para dar consolo às crianças traz o perigo de que elas tenham a tendência, quando maiores, de comer sempre que se sentirem tristes. 

Portanto, a alimentação deve ser conduzida de forma natural e espontânea, com refeições saudáveis e equilibradas em momentos prazerosos entre familiares e amigos.

Alimente seu filho para nutri-lo. Ame seu filho para desenvolvê-lo. 


Vanessa Abreu é parceira do Abra Caixa. É mãe de dois filhos, é nutricionista. É autora de dois livros infantis com temática Educação Alimentar e Amamentação. 

Fonte:

Deixe seu comentário