Portal da Cidade Registro

Covid-19

Sem nenhuma coordenação a situação da Covid-19 no Vale do Ribeira é alarmante

"....infelizmente, em Registro e no Vale do Ribeira estamos em situação muito mais grave, principalmente se comparados com muitos outros locais..."

Postado em 29/07/2020 às 13:47 |

Desnecessário falar da gravidade da pandemia por Covid-19, tampouco que a situação é grave em todo o país. Mas, infelizmente, em Registro e no Vale do Ribeira estamos em situação muito mais grave, principalmente se comparados com muitos outros locais.  

A cidade de Araraquara - que vem sendo premiada pelos acertos no enfrentamento à Covid - pode dar uma boa dimensão deste quadro. O município que tem uma população de 243 mil habitantes, teve 16 óbitos até agora. Proporcionalmente Registro tem 4,3 vezes mais óbitos (55 mil habitantes e 13 óbitos). O Vale do Ribeira com 294 mil habitantes e 76 óbitos, apresenta 3,8 vezes mais óbitos proporcionalmente que Araraquara. Quase 4 vezes mais!

O número de infectados na região cresceu nos últimos 15 dias 80%. Em Registro este aumento foi de 91% no mesmo período.

Como especialista em saúde pública gostaria de pontuar algumas questões que me parecem centrais:

Governo do Estado promete implantação de leitos e não cumpre

Em 3 de junho o governador prometeu novos 10 leitos e que até o momento não se efetivaram Quase 60 dias depois!.

UTIs lotadas, precárias e pacientes são transferidos para outras regiões

Enquanto o diretor da DRS-XII afirmava para 20 vereadores de 8 municípios da região que existiam 10 leitos de UTI Covid no Hospital de Regional Leopoldo Bevilácqua (em reunião em 27/07), ao mesmo tempo profissionais de saúde nos denunciam, por mensagem, o caos: pacientes internados em leitos de UTI sem médicos para acompanhar, falta de equipamentos fundamentais como monitor multiparamétrico, por exemplo. Hospitais têm “leitos” de UTI e não tem médicos!

Gravíssima denúncia que o diretor da DRS Registro demonstrou desconhecer totalmente. Desconhecimento e falta de compromisso se somam a incompetência definindo a gestão regional de saúde. Lamentável quando se trata de saúde e de garantia da vida!

Nem os profissionais de saúde têm acesso à testes

Em Registro e nos hospitais do Estado até os profissionais de saúde estão tendo dificuldades para serem testados com a frequência necessária. Para não dizer da população que não tem testes sequer para os familiares dos casos positivados para a doença (comunicantes).

Uma região que está no “programa” Vale do Futuro do governador Dória deveria ter acesso pelo menos a teste em maior quantidade!

Falta fiscalização – Prefeito Fantin não implanta BRIGADAS que teriam a finalidade de educar e apoiar a fiscalização, mesmo tendo apoio da comunidade (ACIAR, Sindicato dos Empregados do Comércio, Conselho de Pastores, Bispo Católico, ACER, entre outros) e tendo recursos financeiros garantido pelo Conselho Municipal de Saúde. Porquê será? Segundo a única vereadora que votou contra a proposta apresentado ao Prefeito através de uma Moção de Apelo é porque “não tem capacidade para coordenar a ação” (!)

Falta apoio e articulação da Atenção Básica com a Vigilância em Saúde

Em Registro a atenção básica vem sendo quase que excluída da estratégia de enfrentamento ao novocoronavirus. Os profissionais desprotegidos e não valorizados e as ações da VE em total desarticulação com as equipes das UBS. Portanto, falta prioridade, seriedade.

Ausência de coordenação regional

Não há como enfrentar esta pandemia sem uma ação articuladas entres os municípios. A falta de coordenação regional da Secretaria de Saúde do Estado, através da DRS-12, é lamentável.

A estruturação de estratégias comuns como acesso à testes para todos os municípios ou ações de fiscalização poderiam ajudar muito. Entretanto, ao invés de reuniões cotidianas com os Prefeitos, secretários de saúde e diretores de hospitais o que se vê são reuniões com o “padrinho” e cunhado Samuel Moreira e seus assessores. Um absurdo! Um desrespeito!

Convido a seguirmos fazendo a nossa parte - usando máscaras sempre e garantindo isolamento social - e lutando contra os governantes que não fazem a sua parte, que ficam receitando remédios que não funcionam, que maquiam número de leitos de UTI ou se omitem de suas funções.

Em defesa da Vida!



* "O artigo não expressa necessariamente a opinião deste periódico"

Fonte:

Deixe seu comentário