Portal da Cidade Registro

6 de dezembro

Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contras as mulheres

A data marca o massacre de Montreal onde 14 meninas foram assassinadas

Postado em 04/12/2019 às 16:00 |

Campanha para conscientizar os homens

Na próxima sexta-feira, dia 6, o Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), de Registro, promove ação educativa pelo Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

A ação será feita ao público masculino por meio de panfletagem. O objetivo desta data é conscientizar os homens sobre o papel que precisam desempenhar para contribuir para o fim da violência contra as mulheres.

São vários os tipos de violência que as mulheres são submetidas, não somente à violência doméstica. As agressões vão desde o assédio sexual e moral, os estupros e o bullyng na internet.

O dia 6 de dezembro foi instituído como o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra a MulherNo Brasil por meio de lei federal de 2007.

Esta data é em menção ao assassinato de 14 mulheres no ano de 1989, na cidade de Montreal, no Canadá. O jovem Marc Lepine, de 25 anos, invadiu armado uma sala de aula da Escola Politécnica, expulsou os homens da sala e começou a atirar em nas estudantes que restaram na sala assassinando 14 mulheres.

Após o assassinato em massa Marc suicidou-se. Foi encontrada uma carta na qual ele justificava a chacina: ele não suportava a ideia de ver mulheres estudando engenharia já que este é um curso tradicionalmente com maioria de homens.

O crime mobilizou a opinião pública do país, promoveu um debate sobre desigualdades entre homens e mulheres e motivou um grupo de homens canadenses a criar a Campanha do Laço Branco (White Ribbon Campaign).

O movimento extrapolou o território do Canadá e se espalhou pelo mundo. Atualmente o laço branco serve como símbolo e lema para que jamais este tipo de ato violento contra as mulheres se repita. e de não fechar os olhos frente a essa violência. 

O movimento tem a missão de promover a igualdade de gênero, relacionamentos saudáveis e uma nova visão da masculinidade. 


SERVIÇO: 

O CRAM – Centro de Referência de Atendimento à Mulher de Registro oferece orientações e atendimento psicológico e Social, onde junto com a mulher, busca fortalecer sua autonomia e nortear sua rede de proteção.

O CRAM também atua de modo preventivo, através de palestras nas escolas, postos de saúde, espaços públicos entre outros.

O CRAM está localizado na Rua Lúcio Marques, 661 – Centro e atende pelo

telefone (13) 3821-7579 ou pelo

e-mail: cram@registro.sp.gov.br.


Fonte:

Deixe seu comentário