Portal da Cidade Registro

Vitória da vida!

Vítima de COVID, professor universitário passa por três hospitais e vence

Ao sair do Hospital São José, Igor fala sobre como foi tratado pelos profissionais, que levaram segurança, credibilidade e certeza de melhores dias

Postado em 28/08/2021 às 21:16 |

“Quando vi a equipe tive certeza que ia sair dessa, que eu estava bem, em boas mãos ….”., disse o coordenador do curso de Ciências Contábeis da Univr, Igor Gabriel Lima, na véspera de receber alta no Hospital São José em Registro. Ele foi mais uma vítima do COVID-19 em Registro, teve graves complicações, mas depois de praticamente dois meses, 25 quilos mais magros, ainda se recupera, sem sequelas.

Antes de chegar ao Hospital São José, o paciente, de 41 anos, passou por outros dois hospitais no Vale do Ribeira, apresentando um quadro de 90% de comprometimento do pulmão, com 50% de saturação (quantidade de oxigênio que chega ao sangue). Igor chegou a ser intubado três vezes e passou por uma traqueostomia (procedimento invasivo de garantia de vias aéreas muito utilizado em pacientes intubados)

Ao sair do Hospital, 36 dias depois, Igor falou de sua experiência e da forma que foi tratado na unidade hospitalar, que pra ele, fez toda a diferença. “As equipes foram formidáveis. Eles se reúnem diariamente pela manhã afim de discutir cada caso e decidir a melhor conduta…”. O paciente se referia à equipe multiprofissional formada por mais de 10 médicos , 5 enfermeiros, 19 técnicos em enfermagem, 4 fisioterapeutas, nutricionista, farmacêutica e psicóloga, que garantem o restabelecimento da saúde por completo do Igor e de todos os pacientes que chegam na UTI COVID da unidade de saúde.

Para suporte da equipe multiprofissional há uma Comissão Médica da UTI Covid19 que é formada pela médica Maria Inês Paulino (coordenadora da UTI COVID); Celio Mello da Gama; Marcos Oyadomari; Guilherme Seimaro e Aires Henrique Schadek Almeida, que trabalham com medicina de ponta que garante excelência no atendimento e no tratamento de doentes graves em UTI.

O resultado desejado é uma junção do tratamento direcionado e principalmente na humanização do atendimento dos pacientes, principalmente quando o doente chega a UTI fragilizado e com medo, como explica o enfermeiro, Luciano Innocencio, responsável pela medicina preventiva e qualidade do Hospital São José. “Não é só o trabalho dos profissionais, eles trazem esperança de recuperação física, psicológica e essencialmente, te deixam mais seguro”, disse o professor que estava com saudade de sua esposa e da pequena Isabela, sua filhinha, de quatro anos.

Fonte:

Receba as notícias de Registro no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias