Portal da Cidade Registro

Agronegócio

Governo de SP comprará 20 toneladas de juçara de produtores do Vale do Ribeira

Sementes serão adquiridas pela Fundação Florestal com o objetivo de repovoar 300 hectares em sete Unidades de Conservação

Publicado em 01/05/2022 às 08:17

Com o objetivo de fomentar o desenvolvimento socioeconômico na região do Ribeira, o Governo de São Paulo anunciou, durante agenda nesta sexta-feira (29), na cidade de Registro, que vai adquirir 20 toneladas de sementes da Palmeira-Juçara, planta nativa da Mata Atlântica brasileira que faz parte da cadeia alimentar de mais de 60 espécies da fauna silvestre e é extremamente importante para a manutenção da biodiversidade.

As sementes serão adquiridas ao longo deste ano e lançadas em áreas de proteção ambiental por meio de drones. Em 2021, a Fundação Florestal usou a mesma técnica em 200 hectares de seis Unidades de Conservação que receberam dez toneladas de Juçara. Somados os investimentos são de mais de R$ 450 mil.

Além do impacto positivo na fauna, o fruto da palmeira tem alto teor nutritivo e pode ser usado para a produção e venda de alimentos como sucos, sorvetes, entre outros. A espécie está em extinção devido à extração irregular do palmito. Com a medida, espera-se também a valorização da árvore “em pé” como fonte de renda para a comunidade da região.

Pagamento Por Serviços Ambientais – Programa Juçara

Além da compra de sementes, a Fundação Florestal também realizou chamamento para interessados em plantar a palmeira em suas propriedades rurais. O programa realiza pagamentos por serviços ambientais para agricultores rurais e quilombolas que cederam de dois a três hectares de área para o plantio e manutenção da espécie durante cinco anos. Com a medida, cerca de 180 mil novas palmeiras devem crescer na região.

Os selecionados são provenientes das cidades de Barra do Turvo (63), Eldorado (17), Iporanga (15) e Cajati (5) e devem receber entre R$ 24 e R$ 36 mil reais ao longo do processo.

Fonte:

Receba as notícias de Registro no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário