Portal da Cidade Registro

Educação

Um refletir sobre nossa profissão docente na Educação...

“(...) Compreender o significado social da sua profissão é reconhecer e incorporar os princípios e valores éticos que fundamentam a atuação profissional"

Publicado em 18/04/2022 às 12:13

Os cursos universitários oferecem aos egressos pouco conhecimento sobre as novas propostas pedagógicas contemporâneas. Em geral, trabalham com a concepção tradicionalista de codificação e/ou decodificação de signos. Os egressos estão sujeitos ao processo de memorização, repetição ou reprodução, portanto, para uma Educação com excelência, são necessárias mudanças significativas, principalmente na formação e na identidade profissional dos professores.

Portanto, o foco educacional, no século XXI, deve estar na formação do educador com formação constante e aprimoramento de novos conhecimentos para uma prática efetiva proposta para fazer parte do contexto. É fundamental que essa formação gere um profissional com habilidades e competências comprometido com a ética e teoricamente com a profissão docente, a fim de formar cidadãos críticos e participativos.

Por muitos anos, acreditou-se que ensinar era um processo simples que bastava saber, porém as dificuldades, as complexidades vivenciadas pelos professores em sua área colocaram em dúvida essa afirmação, essa visão mudou esse pensamento significativamente. Os conhecimentos, as estratégias e as referências adquiridas ontem, hoje, são pontos a repensar. É preciso repensar esses aspectos moldados no trabalho do professor e este, por sua vez, deve rever suas ações educativas, posturas, argumentos e concepções para validar suas ações diante de um novo momento no campo da educação: a educação do século XXI, ou seja, uma educação significativa, de qualidade, de justiça curricular e de equidade social.

Para se ter uma educação de qualidade, é preciso que mudanças ocorram, que sejam significativas e aconteçam na formação e na identidade profissional de quem atua como docente. Um olhar mais atento é necessário para abordar um tema urgente, mas bastante amplo.

Estamos no século XXI e isso tem demostrado o quanto precisamos repensar as políticas educacionais de formação de docentes, as mudanças que são necessárias, pois estamos diante de um mundo globalizado, em constante mudança, novo e revelador que o professor precisa estar em constante formação, revisão de sua prática, promoção pela busca de novos conhecimentos, novas ideias e que reflitam constantemente sobre o que foi desenvolvido em sala de aula; sobre o que você tem oferecido e ensinado aos estudantes.

Por outro lado, deve-se ressaltar que esse profissional não conseguirá trilhar esse caminho sozinho; precisa de apoio; precisa de uma política pedagógica fortalecida com base teórica que permita um movimento de reflexão e mudança no que diz respeito à educação. No entanto, a formação profissional não é tão simples.


Claudio Neves Lopes - Mestre em Educação, doutorando em Educação pela Universidade Nacional de Rosário (Argentina), especialista em Educação Especial e Transtorno do Espectro Autista pela Universidade Cruzeiro do Sul, professor da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, professor da UNIVR/FASUPI e professor de cursos de pós-graduação na área da Educação, autor de livro, escritor de artigos científicos para revistas especializadas e diretor-executivo da Revista Científica Educação.


Fonte:

Receba as notícias de Registro no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário